Ouça agora na Rádio

N Notícia

Profissionais da Educação decidem suspender greve, mas fazem exigência ao governo de MT

FOTO: METRÔ FM JUÍNA

Profissionais da Educação decidem suspender greve, mas fazem exigência ao governo de MT

Eles continuam em estado de greve e podem paralisar as atividades a qualquer momento.

Os profissionais da Educação de Mato Grosso aprovaram na tarde desta sexta-feira (9) a suspensão da greve, que já dura há quase 75 dias, durante assembleia geral realizada pela categoria.

Eles voltam ao trabalho na próxima quarta-feira (14).

Mesmo assim, eles continuam em estado de greve e podem paralisar as atividades a qualquer momento.

A categoria acatou parcialmente a proposta feita pelo governo estadual, que propôs estabelecer uma regra clara quanto ao pagamento de RGA, a partir de 2020.

Os profissionais querem garantia de que a lei não será questionada judicialmente após voltarem ao trabalho.

Além disso, a categoria quer que a proposta seja cumprida integralmente durante a gestão do governador Mauro Mendes (DEM) e que seja apresentado um cronograma do aumento salarial para 2020 e a devolução imediata dos valores do corte de ponto.

O Poder Judiciário chegou a declarar a ilegalidade da greve, mas a categoria decidiu não acatar a decisão.

Durante esse período eles tiveram o ponto cortado pelo Executivo, foram às ruas pedir dinheiro, por causa de dificuldades financeiras, e acamparam e fizeram vigília na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

FONTE: G1 MT
Link Notícia