Ouça agora na Rádio

N Notícia

Mauro Mendes apresenta equipe de transição com 10 nomes

FOTO: TONY

Mauro Mendes apresenta equipe de transição com 10 nomes

Governador eleito, Mauro Mendes

Governador eleito, Mauro Mendes (DEM) deve anunciar nesta quarta-feira (24) os nomes que vão compor sua equipe de transição de governo. A expectativa é que a equipe seja formada por 10 pessoas com perfis mais técnicos do que políticos.

Mauro Mendes, que decidiu coordenar pessoalmente a transição, acordou com o secretário-chefe da Casa Civil, Ciro Rodolpho Gonçalves, que a sede da transição será na Procuradoria Geral do Estado (PGE). Ciro foi nomeado coordenador da transição pelo governador Pedro Taques (PSDB) no dia 10 deste mês. Na oportunidade, o tucano publicou decreto regulamentado o processo, de acordo com o que prevê o Tribunal de Contas do Estado (TCE).    

Um dos nomes certos no grupo de Mendes é o vereador por Cuiabá Gilberto Figueiredo (PSB), que já atuou na Secretaria de Educação na gestão do democrata à frente da Prefeitura. Valtenir Pereira (PSB), Carlos Fávaro (PSD) e Fábio Garcia (DEM) dificilmente participarão do processo. Valtenir frequentou a primeira reunião de Mendes com Ciro Rodolpho, quando os dois se encontraram para decidir em qual local os trabalhos seriam tocados.     

Na semana passada, a assessoria de imprensa do governador eleito anunciou que os nomes seriam indicados na última segunda-feira (15). Mendes, no entanto, viajou e acabou adiando o anúncio. Ao todo, o democrata atrasou em 12 dias o prazo para iniciar a transição, conforme o que estava inicialmente previsto.     

Em recomendação publicada em 2016, o Tribunal de Contas do Estado sugere que a nomeação de uma equipe de transição seja feita em até 5 dias depois das eleições. A recomendação foi criada para evitar que o compartilhamento de informações fosse prejudicado na transição dos mandatos. Um projeto de lei anexado à recomendação foi criado para dar mais segurança ao processo, mas a proposta não foi apreciada pela Assembleia Legislativa até hoje.

 

FONTE: TONY CARLOS
Link Notícia