Ouça agora na Rádio

N Notícia

HEMOCENTRO DE JUÍNA TEM CAPACIDADE PARA ATENDER TODA A POPULAÇÃO

FOTO: TONY

HEMOCENTRO DE JUÍNA TEM CAPACIDADE PARA ATENDER TODA A POPULAÇÃO

A unidade possui um banco de sangue equilibrado e conta com o apoio da população para manter a reposição do estoque.

HEMOCENTRO DE JUÍNA TEM CAPACIDADE PARA ATENDER TODA A POPULAÇÃO

A unidade possui um banco de sangue equilibrado e conta com o apoio da população para manter a reposição do estoque.

Circulou nas redes sociais o caso de uma jovem que estaria necessitando de plaquetas do sangue O negativo e que este estaria em falta na unidade de Juína, a esse respeito o Coordenador do Hemocentro de Juína, Cássio Genaro, explicou sobre a situação e como está o banco de sangue no município.

O caso da jovem é verídico, conforme Cássio, o hemocentro é o órgão coordenador da cidade de Juína, mas quem dá suporte para o banco de sangue é o Hemocentro de Cuiabá, especialmente nas horas de necessidade emergenciais.O sangue O negativo é um dos mais difíceis de se encontrar nos bancos de sangue, pois é um tipo sanguíneo raro e existem poucos doadores. Outra dificuldade desse tipo de sangue é que só aceita transfusão sanguínea do mesmo tipo, ao contrário de outras tipos sanguíneos que podem ser efetuadas transfusões com sagues substitutos.

Mas o Coordenador afirma que a unidade conta com um banco de sangue equilibrado e pronto para atender a necessidade da populaça e quando há baixa no estoque acontece uma mobilização interna para conseguir suprir as faltas e repor o estoque. Acontecem algumas exceções, como neste caso, mas todas as providências são tomadas com o rigor da necessidade

No município não são comuns as campanhas, pois na convocação é colhido um grande volume de sangue, mas as hemácias que representam um dos principais componentes sanguíneos só têm validade de 35 dias, devido a demanda que não é muito intensa em Juína, muitas dessas doações acabam sendo descartadas por invalidade, por isso “estamos tentando organizar a unidade para que não dependa muito de campanha” disse CássioGenaro.

Além disso a campanha ajuda em momentos de necessidade, mas no cotidiano existem poucos doadores, por isso vem sendo feita a conscientização social da importância da doação de sangue, essa ação está sendo desenvolvida em parceria com o sistema de saúde do município, para ter a consciência que a doação não deve ser feita, ou só é importante no momento em que há uma convocação ou mobilização em prol a um caso especifico. Emtrabalho conjunto com o sistema de saúde o Coordenador pede que os médicos e as enfermeiras colaborem identificando doadores potenciais e os encaminhe ao hemocentro, essa é uma ação mais saudável para conseguir suprir as necessidades da unidade e evitar o desperdícios de material sanguíneo e dos gastos que envolvem o processo de doação e armazenagem do sangue.

O coordenador ressalta que Juína tem uma população muito solidaria e colaborativa, existem vários doadores voluntários e que por isso o hemocentro não passa por grandes sufocos, “mas nem por isso podemos deixar de lembrar sempre da necessidade da gente estar doando sangue, porque a qualquer momento pode ser um de nós que vai estar lá precisando” ressalta Cássio Genaro.

 

FONTE: TONY CARLOS
Link Notícia