Ouça agora na Rádio

N Notícia

Gás de cozinha fica mais caro para o consumidor

FOTO: Internet

Gás de cozinha fica mais caro para o consumidor

O botijão de até 13 quilos de gás liquefeito de petróleo, o GLP residencial, ficou mais caro para o consumidor brasileiro. A média do preço de venda nas refinarias, anunciado pela Petrobras, sem tributos, será equivalente a R$ 25,33.

Vale lembrar que o produto tem reajustes trimestrais e em novembro de 2018, o preço era R$ 25,07. Em nota, a Petrobras informou que a desvalorização do real frente ao dólar foi o principal fator para a alta.

A previsão do Sindigás é que o preço das refinarias para as distribuidoras aumente de 0,5% a 1,4%, dependendo do Estado. Como a definição dos preços é livre, o sindicato diz não ter como estimar o impacto do aumento nas revendas para o consumidor final.

O que é o GLP?
Mais conhecido como gás de cozinha, o GLP é um dos resultados do refino do Petróleo. Este gás é que mantém acesa a chama da maioria dos fogões nas casas do Brasil. Uma característica deste GLP – e dos gases combustíveis em geral – é a sua baixa emissão de poluentes.

Comparando a emissão de CO2 resultante da queima do carvão ou de outro combustível fóssil que gere resíduos, a do GLP apresenta um nível bem menor. Sem contar que seu poder calorífico é superior, ou seja, com menos gás, o consumidor pode obter a mesma quantidade de calor, o que ajuda na preservação ambiental, afinal de contas, o carbono é um dos gases causadores do efeito estufa e do aquecimento global.

FONTE: Portal N10
Link Notícia