Ouça agora na Rádio

N Notícia

Ponte que liga cidade de Aripuanã a distrito de Concelvan é parcialmente destruída após chuvas e corre risco de desabamento

FOTO: Reprodução

Ponte que liga cidade de Aripuanã a distrito de Concelvan é parcialmente destruída após chuvas e corre risco de desabamento

A ponte que liga Aripuanã, a 976 km de Cuiabá, ao distrito de Concelvan foi parcialmente destruída após chuvas registradas na região. A ponte de desvio fica no sentido Guariba, região entre Colniza, a 1.065 km de Cuiabá, e Aripuanã.

O desvio é a única via de acesso dos moradores e foi feita depois que a ponte do Rio Aripuanã foi interditada, há 60 dias, devido precariedade na estrutura.

A Prefeitura de Aripuanã informou que há equipes no local para controlar a situação e ajudar os moradores a atravessar a ponte. No entanto, alegou que a responsabilidade é do estado.

 
Ponte foi parcialmente destruída após chuvas — Foto: Divulgação

Ponte foi parcialmente destruída após chuvas — Foto: Divulgação

Segundo a prefeitura, a estrutura corre risco de desabar.

Em nota, a Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística (Sinfra) disse que todas as medidas para a reforma da ponte já estão sendo tomadas. Segundo a Sinfra, foi firmado um convênio com a Prefeitura de Aripuanã no valor de R$ 509 mil para reforma, sendo 50% do valor já repassado para o início dos trabalhos.

A secretaria informou ainda que o desvio para passagem dos veículos ficou sob responsabilidade da prefeitura.

Na madrugada desta terça-feira (10), foi realizado um trabalho de escoramento da cabeceira com pedras grandes para tentar conter a erosão

Apesar da situação precária, os moradores se arriscam para passar pelo local, já que não há alternativas.

Ponte sobre o Rio Aripuanã está interditada há 60 dias e passa por reformas — Foto: Divulgação

Ponte sobre o Rio Aripuanã está interditada há 60 dias e passa por reformas — Foto: Divulgação

 

Situação de emergência

 

O governo de Mato Grosso homologou situação de emergência no município de Aripuanã do dia 25 de outubro deste ano devido a situação precária e risco de desabamento da ponte sobre o Rio Aripuanã.

O decreto é de 180 dias e prevê a mobilização de todos os órgãos municipais para atuarem nas ações de resposta ao desastre e reconstrução da ponte.

A situação de emergência foi decretada pelo prefeito Jonas Rodrigues da Silva, o Jonas Canarinho (PR), no dia 26 de setembro. Segundo Jonas, uma vistoria foi realizada na região e constatou danos graves na estrutura da ponte, que corre o risco de desabar.

 
Estrutura da ponte sobre o Rio Aripuanã também corria o risco de desabar — Foto: Prefeitura de Aripuanã/Divulgação

Estrutura da ponte sobre o Rio Aripuanã também corria o risco de desabar — Foto: Prefeitura de Aripuanã/Divulgação

A estrutura também teria impossibilitado o tráfego na região.

Com isso, a Secretaria de Obras, Secretaria de Educação, Secretaria de Saúde, avaliou que os danos públicos foram de aproximadamente R$ 251,8 mil. Já os prejuízos no setor privado foram de R$ 1,4 milhão.

Atualmente, a ponte passa por reforma. No entanto, não há data prevista para a conclusão.

FONTE: G1 MT
Link Notícia