Ouça agora na Rádio

N Notícia

Dengue mata 3 pessoas em MT neste ano e levantamento aponta aumento de mais de 60% dos casos

FOTO: Divulgação

Dengue mata 3 pessoas em MT neste ano e levantamento aponta aumento de mais de 60% dos casos

Os casos de dengue aumentaram aproximadamente 63,7% em Mato Grosso, entre 1º de janeiro e 26 de outubro deste ano. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), foram notificados 14.393 mil casos de dengue.

No mesmo período em 2018, foram registrados 8.792 mil casos da doença. O estado registrou três mortes em decorrência da dengue e quatro mortes estão sob investigação neste ano.

Segundo Alessandra Moraes, coordenadora de Vigilância Epidemiológica de Mato Grosso, os números aumentaram devido à falta de mais ações de combate a endemias por parte da população e dos órgãos.

Para ela, todos devem se dedicar ainda mais para o combate às doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti. A coordenadora disse ao G1 que o foco do governo do estado até o momento foi a capacitação dos profissionais da saúde e o controle e observação dos casos da doença.

Alessandra contou que o governo federal lançou no mês de outubro uma campanha para conscientizar a população. A ação consiste que diariamente cada morador separe um tempo de 10 minutos para fiscalizar as próprias casas.

Com isso, as ações paralelas com as visitas regulares dos agentes de endemias e o trabalho dos outros profissionais de zoonoses, o combate ao mosquito transmissor deve ser ainda mais eficiente.

Ainda conforme os dados, os casos notificados de chikungunya tiveram uma queda de 13.987 mil em 2018 para 783 neste ano, redução de 1.686% aproximadamente.

Já o zika vírus caiu de 1.045 mil casos no ano passado para 319 neste ano, reduzindo aproximadamente 227%, segundo a SES.

No entanto, essas doenças também causadas pelo Aedes Aegypti, como a chikungunya e zika vírus, não tiveram casos de morte registrados pelo estado neste ano.

 
Dengue já matou três pessoas em 2019 em MT  — Foto: Ministério da Saúde
 

A Secretaria Estadual de Saúde orienta que no período de chuvas a atenção deve ser redobrada, principalmente nos quintais com os reservatórios de água, como os de água dos animais, caixas d’águas e vasos de plantas. Entretanto, também não menos importante os outros objetos que possam servir para armazenar água, como pneus, garrafas, latas, tampinhas, entre outros.

Sobre os terrenos baldios e as casas abandonadas, o morador pode fazer a denúncia na Secretaria Municipal de Ordem Pública. A secretaria fiscaliza e localiza o dono do imóvel e pode aplicar multas. A Secretaria Municipal de Zoonoses tem a competência de prevenção, mas o órgão pode registrar a situação e notificar a Ordem pública para que sejam tomadas providências.

Infográfico detalha como a dengue age no corpo — Foto: G1

FONTE: G1 MT
Link Notícia