Ouça agora na Rádio

N Notícia

Governo Bolsonaro demite presidente da Embrapa

FOTO: Divulgação

Governo Bolsonaro demite presidente da Embrapa

O presidente da Embrapa, Sebastião Barbosa, foi destituído do cargo. A decisão foi publicada nesta quarta-feira, dia 17, no Diário Oficial da União (DOU). Ele ficou no cargo por nove meses. O diretor de Pesquisa e Desenvolvimento, Celso Luiz Moretti, assume interinamente.

O Ministério da Agricultura vai abrir um processo de seleção para escolha do novo comandante da empresa, mas ainda não há prazo para isso acontecer. Um dos possíveis nomes para assumir o cargo é o general Oswaldo Jesus Ferreira, mas ainda não há confirmação por parte do governo. A expectativa é que o nome final seja definido ainda em agosto.

“Ainda não há um nome. Por enquanto, o diretor Celso Moretti assume”, afirmou a ministra da Agricultura, Tereza Cristina. A demissão de Sebastião Barbosa foi definida nessa terça- feira, dia 16, em reunião do Conselho de Administração da Embrapa, presidido pelo secretário de Inovação do Ministério da Agricultura, Fernando Camargo.

Camargo afirmou que deve abrir o processo de seleção, mas também há possibilidade de indicação direta do nome do novo presidente. Segundo ele, o estatuto da empresa e a Lei das Estatais prevê essa possibilidade. No processo de escolha de Sebastião Barbosa, 16 candidatos disputaram a vaga.

Ele disse ainda que não está definido se haverá troca dos três diretores, Celso Luiz Moretti, que assumiu a presidência temporariamente, Lúcia Gatto e Cleber Soares. Os mandatos deles se encerram no próximo dia 27, mas podem ser renovados.

Sebastião Barbosa foi nomeado pelo ex-presidente da República Michel Temer em outubro de 2018. O mandato seria de dois anos. No início deste mês, o presidente Jair Bolsonaro demonstrou o interesse de trocar o comando da Embrapa e que queria “repotencializar” a empresa.

FONTE: Canal Rural
Link Notícia