Ouça agora na Rádio

N Notícia

Soja: Brasil já comercializou 14% da safra 2020/2021 antecipadamente

FOTO: Pixabay

Soja: Brasil já comercializou 14% da safra 2020/2021 antecipadamente

Os produtores brasileiros estão atentos a oportunidade de mercado que se apresenta no momento. Os preços elevados do grão, impulsionados pelo dólar e as recentes altas na Bolsa de Chicago, dão ritmo à comercialização no país. Não à toa que as negociações para a safra 2020/2021 estão acontecendo em ritmo acelerado.

Segundo levantamento mensal da consultoria Safras & Mercado, a venda antecipada para safra 2020/2021 pulou de 5,2% no início de fevereiro para 14% neste momento. Como ainda não há projeção de safra para a próxima temporada, a base para cálculo foi a de uma produção igual a desse ano. Ou seja, na casa das 124,5 milhões de toneladas. No mesmo período do ano passado não havia vendas suficientes para serem retratadas.

“Com o dólar em patamares recordes, os preços subiram consideravelmente no Brasil e os produtores estão aproveitando para negociar”, explica o analista, Luiz Fernando Gutierrez.

A comercialização da safra 2019/2020 de soja também está bastante rápida para o período e envolve 61% da produção projetada, conforme relatório com dados recolhidos até 6 de fevereiro. No relatório anterior, com dados de 7 de fevereiro, o número era de 49,8%.

Em igual período do ano passado, a negociação envolvia 42,7% e a média para o período é de 45,5%. Levando-se em conta uma safra estimada em 124,554 milhões de toneladas, o total de soja já negociado é de 75,942 milhões de toneladas.

FONTE: Canal Rural
Link Notícia