Ouça agora na Rádio

N Notícia

Fluminense bate Botafogo, se afasta da zona do descenso e aumenta pressão sobre rivais

FOTO: Lucas Merçon/Fluminense)

Fluminense bate Botafogo, se afasta da zona do descenso e aumenta pressão sobre rivais

Tricolor vence a segunda consecutiva e amplia vantagem para o Cruzeiro

Informações Compartilhadas Superesportes

Pressionado, o Fluminense visitou o Botafogo na tarde deste domingo e venceu o rival carioca por 1 a 0 em clássico válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. O autor do único gol do jogo foi o atacante colombiano Yony González, mais uma vez decisivo. 

Com o resultado conquistado na primeira partida de Marcão como técnico efetivo tricolor, o time chega aos 25 pontos e sobe para a 15ª posição da tabela, ganhando fôlego na briga para se manter na primeira divisão. Já o Botafogo estaciona nos 27 pontos e fica no 12º posto, a sete do Cruzeiro, que abre a zona de rebaixamento do torneio nacional.

Apesar da relativa distância para a degola, o clube da Estrela Solitária vive momento complicado. Agora são quatro derrotas consecutivas que deixam o time longe do G6 (a zona de classificação à Copa Libertadores).

A fase é tão ruim que o último triunfo está perto de completar um mês: foi em 8 de setembro, quando derrotou o Atlético por 2 a 1. Não à toa, o elenco teve de conviver com três protestos da torcida em quatro dias na última semana. Já o Fluminense, que também viu manifestações de seus torcedores recentemente, deve ter um pouco mais de tranquilidade daqui em diante.

O JOGO 

O primeiro tempo começou estudado neste domingo, com pouco arrojo de parte a parte. A falta de criatividade reinou durante toda a etapa inicial e só foi quebrada de maneira efetiva pelo lance do gol tricolor, já aos 34 minutos de jogo.

Gilberto avançou livre pelo corredor destro da intermediária ofensiva visitante e cruzou com precisão para a região da marca da cal. Yony González se antecipou a Joel Carli e testou com maestria para vencer Muriel e inaugurar o marcador.

Depois do 1 a 0, o Botafogo tentou a resposta ainda antes do intervalo. Gustavo Bochecha enfiou linda bola para Vinícius Tanque, que tocou para trás. Luiz Fernando, de primeira, chutou para fora. Boa chance desperdiçada pelos anfitriões.

Apesar do revés no placar, o pressionado Barroca não deu ouvidos às vaias da torcida e manteve os onze iniciais. O Botafogo até ensaiou uma leve pressão nos primeiros instantes da metade complementar, mas discretamente.

Já o Fluminense administrou a vantagem e se retraiu para aproveitar o contra-ataque. E foi do clube tricolor a primeira chance do segundo tempo: aos sete minutos, Allan recebeu na entrada da área e bateu na rede pelo lado de fora.

Os visitantes continuaram superiores e tiveram outra boa chance aos 15: Yony González fez linda jogada, deixou Gabriel no chão duas vezes e chutou forte no canto. Gatito salvou o Botafogo em grande defesa.

Aos 36, o clube tricolor teve outra oportunidade para ampliar, mas Wellington Nem bateu para fora após receber bom lançamento e ganhar da defesa botafoguense na velocidade. O Fluminense ainda teve mais duas chances, mas a rede não voltou a balançar no Engenhão e o jogo terminou com vitória simples do Flu.

BOTAFOGO 0 X 1 FLUMINENSE

BOTAFOGO
Gatito; Marcinho, Joel Carli, Gabriel e Gilson; Cícero, Gustavo Bochecha (Leo Valencia) e João Paulo; Luiz Fernando (Rodrigo Pimpão), Diego Souza e Vinícius Tanque (Victor Rangel)
Técnico: Eduardo Barroca

FLUMINENSE
Muriel; Gilberto (Igor Julião), Nino, Digão e Caio Henrique; Allan, Daniel (Guilherme) e Ganso (Wellington Nem); Nenê, João Pedro e Yony González
Técnico: Marcão

Local: Estádio Nilton Santos (Engenhão), no Rio de Janeiro
Data: domingo, 6 de outubro
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (Fifa-PR)
Público: 11.004 pagantes (12.404 presentes)
Renda: R$ 255.885
Cartões amarelos: Gilson, Diego Souza, Joel Carli e Victor Rangel (BOT); Allan (FLU)
GOL: Yony González, aos 34min do 1ºT

FONTE: Superesportes
Link Notícia